segunda-feira, 19 de julho de 2010

"Paz, amor e caminhos abertos para o povo brasileiro."

O Baixista da banda de reggae "Ponto de Equilíbrio, Pedro Caetano ou Pedro "Pedrada" como era conhecido, foi preso no dia 1º de julho em sua casa em niterói, acusado por uma denúncia anônima de cultivar pés de maconha em seu quintal. A polícia encontrou 10 pés de maconha e 5 mudas. Pedrada não resistiu em nenhum momento a prisão. Foi levado até a delegacia de São Gonçalo para prestar depoimento e depois transferido para o Polinter de Grajaú, onde ficou em condições mais humanas. Pedro Caetano foi preso acusado de TRÁFICO DE DROGAS, grande ironia, não? Já que o que ele mais prezava era não contribuir com o tráfico. Ficou 14 dias preso, recebendo o apoio de amigos e fãs. Até que uma nova promotora mudou a acusação de tráfico apenas para posse de substância ilícita.




Em entrevista ao G1, Pedro se mostra totalmente sereno e calmo e encara o fato como uma lição de vida.

“Ainda há confusão sobre quem é usuário e quem é traficante. Não sou traficante. Plantava para o meu consumo, para não dar poder aos traficantes. O que aconteceu comigo não pode acontecer com mais ninguém”

“Não sei quem foi. Deve ter sido alguém da vizinhança, que se incomodou. Dava para ver a plantação do quintal, alguém pode ter visto do alto, não sei. ”

“Sigo a religião e a filosofia do rastafári. Não sou bandido. Sou um cara trabalhador, que tem a vida resolvida. Sustento minha família com meu trabalho”

“Passei 14 dias lá sem fumar e não sofri nada. Não sou viciado. Estou sem fumar até agora, sem problemas”

“Foi o momento mais difícil. Cheguei ali, tinha 18 presos na cela, um monte de gente, uma coisa suja, meio assustadora. Eu não sabia o que ia acontecer e tinha que esperar o jogo acabar para eles virem falar comigo” (Sobre ter que ter ficado esperando o jogo Brasil x Holanda acabar para prestar depoimento)

“Era uma questão de higiene. Tem muita gente ali, eles precisam manter o controle. Eu compreendi. Fiquei chateado, mas era uma coisa que precisava ser feita. Entendo o motivo” (Sobre ter tido seus dreadlocks raspados)

“Dei sorte. A cadeia tem divisões, como a sociedade. Tem as celas pro povão, onde tem 70 pessoas num espaço de 40 metros quadrados. Daí tem as celas pro povão ‘especial’, com menos gente. E as celas pra universitário e quem tem dinheiro, em que o cara fica sozinho. Eu fiquei na intermediária, eu e mais dois em uma cela de uns nove metros quadrados.” (sobre a cela que dividiu em Grajaú com mais dois presos)

“Não sofri violência nenhuma. Os policiais me trataram com muito respeito. Os presos também. A igreja evangélica faz um trabalho importante lá dentro, é muito presente, leva conforto e deixa a experiência toda menos dolorida”

“Estou vivendo um período de jejum. O jejum também faz parte da nossa filosofia. Agora vou dar um tempo e me concentrar no meu trabalho.”

“A cadeia é um aperto muito grande. Nasci de novo ao sair. Aprendi a dar mais valor para tudo, espiritualmente, materialmente. Agora agradeço por cada almoço que eu tenho e cada centavo que ganho. Só espero que ninguém mais tenha que passar pelo que eu passei.”
______________________________________________________________________

É por essas e outras que o Brasil me desanima tanto e por isso que está como está. Não haverá evolução enquanto as coisas forem tratadas assim. O cara tá dentro da casa dele, cultivando algo pra consumo próprio que, no caso dele, é algo religioso, sem a intenção de lucro, justamente para não financiar o tráfico de drogas e a violência que tal gera, e a polícia tem o direito de entrar na casa dele, leva-lo preso o acusando de traficante. É claro que os policiais, nesse caso, não tem culpa nenhuma, estão cumprindo seu dever pra poder receber seu salário no fim do mês(salário esse que é, aliás, baixíssimo perto da função que exercem). Enquanto isso propagandas e mais propagandas pregando o consumo do alcool adentram a sua casa pela TV e outros meios, divinizando o consumo da droga que mais mata no mundo, FATO! E você usa! Seus pais usam! Seus filhos usam! O presidente usa! Você patrocina isso. E isso pode. Isso é legal! E pior ainda, isso é NORMAL. É, pois é. Sem contar que a polícia nesse caso não respeitou a religião do acusado, cortando seus dreadlocks que pra ele é algo de seu costume religioso, já que na constituição do nosso estado LAICO, diz que todos nós brasileiros, temos o DIREITO, de aderir a qualquer religião. AINDA BEM, que ele já tá solto! Pelo menos isso né?!
É sinceramente BROXANTE viver numa sociedade assim. O que tem que acontecer é uma mudança, não só da legislação e não só com relação a isso, mas também da consciência do povo brasileiro, de uma visão melhor das coisas.
______________________________________________________________________

Termino aqui com a carta escrito por Pedro Pedrada, enquanto esteve preso:

Irmãos e irmãs de todo o Brasil...

Primeiramente agradeço pela atenção e interesse de todos e peço encarecidamente para que não deixemos essa chama se apagar...
Tudo começou há mais ou menos cinco anos atrás, quando tive meu primeiro pezinho. Na verdade, nunca escondi muito que plantava apesar de ter noção que poderia ser pego por isso. Pelo contrário, me orgulhava por não financiar o tráfico e ainda por cima desfrutar de uma erva com pureza e qualidade sem igual.
Infelizmente o pior aconteceu e fui "flagrado" com minhas plantinhas no meu quintal. Isto ocorreu por uma denúncia de alguém que se incomodou com meu costume e me dedurou para a polícia do 75º DP de Rio do Ouro, fato que me questiono, pois moro em Itaipu (região oceânica de Niterói), área do 81ºDP.
Desde o momento em que fui abordado percebi a finalidade da polícia e não ofereci nenhuma resistência, inclusive permitindo a entrada deles na minha residência. Afinal, quem não deve, não teme.
De lá fui encaminhado para o 75º DP, onde fiquei de molho num depósito cela com chão úmido e péssimo cheiro, com umas motos velhas entulhadas e outro preso para dividir uma cadeira e jornal no chão para deitar. Fiquei lá das 10h até 6h da tarde aguardando o desenrolar da situação.
Durante minha espera a imprensa foi acionada e junto com a perícia se encaminharam até a minha residência. Lá, infelizmente a imprensa invadiu minha propriedade sem permissão da minha esposa que lá estava. Enquanto eles posavam para fotos com as plantas e pareciam se divertir com a situação junto com o pessoal da perícia, minha esposa, para se preservar ficou no quarto chorando e pedindo para imprensa ir embora, sem sucesso.
De volta à delegacia já com meu advogado em ação fui autuado no artigo 33 como traficante. Ironia do destino, logo eu que me orgulhava de não colaborar com o tráfico, estava preso dessa maneira.
Da 75º fui para Polinter em Neves (São Gonçalo). Logo chegando lá fui obrigado a raspar o cabelo e a barba e encaminhar para o "xadrex 8", onde dividi uma cela de aproximadamente 40 m² com outros 70 presos. Mas graças a Deus e aos amigos não precisei passar a noite inteira ali, no "xadrez 8". E no meio da noite tive o privilégio de ir para uma cela mais humana.
No dia seguinte fui transferido para a Polinter do Grajaú, onde estou agora. Cheguei pouco antes do jogo do Brasil contra a Holanda. Logo que cheguei me botaram em um lugar chamado "porquinho": uma salinha fechada de aproximadamente 7 m², onde os presos aguardam para ser encaminhados para ir para as suas celas. Por azar do destino pouco antes do jogo, o "porquinho" ficou super lotado com 18 presos e tivemos que aguardar desconfortavelmente enquanto o jogo do Brasil rolava. Nunca vou esquecer disso, graças a Deus o jogo não foi à prorrogação.
Agora estou no "X-12" com outros dois presos. Posso dizer que estou em condições humanas perto do que vejo em outras celas aqui mesmo.
Por aqui a vida é nua e crua. É uma espécie de curso intensivo forçado de como viver a vida. Você vê claramente que só há uma coisa a fazer: se agarrar em Deus.
Aí fora sou conhecido no mundo da música como Pedro "Pedrada", baixista da Banda Ponto de Equilíbrio, bastante popular do segmento do reggae (ritmo de origem jamaicana com muitos apreciadores no Brasil). Como muitos, sou um rastafari. Rastafari para alguns é filosofia de vida, para outros é corte de cabelo, mas para mim e muitos irmãos e irmãs é uma religião e existe toda uma cultura em torno dos rastas.
Uma das características mais surpreendentes da cultura Rastafari é o uso da ganja (canabis sativa popularmente conhecida como "maconha"). Dentro de rituais religiosos onde se lê a Bíblia e outros textos sagrados, tocamos tambor no ritmo Nyahbinghi e entoamos hinos de louvor a Deus (Jah) e aos elementos da natureza. Até o Príncipe Charles já participou de um ritual Nyahbinghi, pode se assistir em vídeo postado no youtube.
Eu como rastafari sempre enxerguei a ganja como uma planta sagrada e buscava o uso de forma respeitosa de acordo com os preceitos da religião a que sigo. Sendo o Brasil um país laico me senti profundamente lesado com a atitude da polícia e da imprensa com a forma que fui tratado.
Outro elemento da minha religião são os dreadlocks, tipos de cabelos usados pelos rastas, o qual fui obrigado a cortar para entrar em Neves. Fato que também me lesou moral e espiritualmente.
Termino agradecendo mais uma vez a todos que se sensibilizam com a causa e conseguiram chegar aqui. Resta-me a utópica expectativa de um avanço na política legislativa para que outros não sofram o que eu e minha família sofremos e alerto, em ano de eleição, para um voto consciente.

Paz, amor e caminhos abertos para o povo brasileiro.

Pedro "Pedrada" Caetano.
______________________________________________________________________
Fica a critério de cada um agora o que é certo ou errado na questão. Tirem suas próprias conclusões e deixem-as aqui se quiserem. Foda é neguim pagando de maluco e defendendo só pra pagar de "maconheirinho" quando nem sabe o que tá falando. Quero CONTEÚDO! Não APARÊNCIAS!

Beijo da Lua'

4 comentários:

  1. fico ótimo
    parabéns :D

    ResponderExcluir
  2. ohhhhhhhhhhhhhh, ta maligna memo a coisa aqui. Abordando temas polêmicos e pa. Eu acredito que deve prevalecer a liberdade, os direitos iguais e o livre arbitrio. Cada um faz o q quiser da sua vida desde que não interfira na do próximo.

    ResponderExcluir
  3. Preso por tráfico foi pra fuder o Brasil,PQP.
    Droga essa que segundo sites de pesquisa :

    Alguns efeitos podem incluir percepção alterada da realidade, euforia leve, sensação de bem-estar, relaxamento e redução de estresse, letargia, aumento na percepção do humor, música ou arte, jovialidade, metacognição e introspecção, aumento da lembrança de memória episódica, aumento da sensualidade, aumento da percepção sensorial tátil, aumento da libido.

    Como uso medicinal, incluem-se a redução da pressão intraocular, aumento de apetite e efeito antiemético, tratamento da esclerose amiotrófica e trauma raquimedular, bem como qualquer enfermidade onde haja uma dor crônica.

    E até hoje não foi comprovado que causa cncer.
    A questão é que ele não matou ninguém certo?
    Ele não prejudicou ninguém com isso,é uma "droga" diferente de outras que não causa influencia no meio.É menor que 2% no Brasil os acidentes "causados" por conta da Maconha,enquanto que os outros 98% deve se ao uso de alcool :D
    Outro ponto interessante é que o cigarro que contém mais de quatro mil substancias tóxicas é aceito super de boa.
    Isso não é apologia,é conhecimento sobre o assunto.
    Achei muito interessante esse post.
    Beijo

    ResponderExcluir
  4. Que nasceu na terra, cresceu no sol, colheu na luaaaaaaa : ]

    Se não sabem usar,
    isso não é culpa sua.
    Se não sabem usa-lá,
    isso não é culpa sua.
    Ô santa kaya

    Ô santa kaya,Ô santa kaya,Ô santa kaya,Ô santa kaya.....


    Esse é o apelo que eu faço
    às autoridades,
    Para que abram os olhos,para o seu uso medicinal.
    Esse é o apelo que eu faço
    às autoridades,
    Para que abram os olhos,para o seu uso cultural.
    Esse é o apelo que eu faço
    às autoridades,
    Para que abram os olhos,para o seu uso cerimonial.
    Cerimonial,cerimonial, cerimonial....

    Foda-se o sistema, quando vamos ter a total liberdade de pensamento... uma erva sagrada q neim é considerada droga em minha opniao, propagandas de alcool rolando a todo vapor, crianças (trabalhando) sendo influenciadas até mesmo no comércio dessa porra.... isso esta certo?
    Bom o que eles querem mesmo é lucrar....
    O plantio a consumo próprio até mesmo pela religao rastafari com o pensamento de nao lucrar e financiar o trafico.... mesmo assim ainda esta errado.
    Quero plantar e colher sorrir quando o dia nascer....
    Todos irmãos e irmãs vamos nos juntar com energias positivas e lutar contra todo esse preconceito e essa hipocrisia mental q rola nesse nosso pais.........
    EEEEE LEGALIZA pARA AQUELES Q SABEM USAR HEHEHH
    ée isso aee luuuu
    Parabénss por dar esse primeiro passo \o/

    ResponderExcluir